31 julho, 2010

Instituto Áfica Viva




topo

Prezados Amigos, 


Informamos, com muita alegria, que o Instituto África Viva está ampliando a comunicação eletrônica para apresentar os projetos, cursos e as diversas atividades realizadas nas áreas culturais, educacionais e sociais.







Instituto Áfricamanden
Viva na Guiné
Destacamos que Fanta Konatê e Luis Kinugawa, através do Instituto África Viva,estão construindo o Centro de Cultura Manden para o Desenvolvimento Humano na República da Guiné, realizando shows, oficinas, palestras, jantares, e vivências de biomúsica para captação de recursos.
Saiba mais...







Vídeosthumb fanta
Fanta Konatê apresenta a Guiné
ao programa Mais Você.
No nosso novo site você encontra  este e muitos outros vídeos
Saiba mais...








Acontecebiomusica
Vivências de BiomúsicaInauguração da Cobertura 
da Praça Victor Civita

QUANDO: Sábado 31 de julho
às 15h, e posteriormente
todos os sábados.
ONDE: Praça Vitor Civita,
Rua Sumidouro 580
Pinheiros - SP

Saiba Mais...






Atividadesquitutes
O projeto Quitutes e Batuques 2010, realizado pela Plataforma Brasil Holanda e com a curadoria do Instituto África Viva, foi responsável por oficinas, shows
e vivências com artistas do Mali, Senegal, Guiné e Brasil, em Bananal, Cubatão, São Paulo
e Taubaté, no período de maio a junho. Confira no site oficial 


Contato: Luis Kinugawa ou Thiago Barbosa
Tel: 11 3368-6049    skype : djembedon1  MSN institutoafricaviva@hotmail.com
Ouvir o CD de Fanta e Petit Mamady : www.myspace.com/fantakonate

22 julho, 2010

Batucadeiros Multiplicadores - Brasília

Qué Demandan Y Proponen Las Mujeres Afroperuanas?


Logo LUNDU.jpg

CENTRO DE ESTUDIOS Y PROMOCIÓN AFROPERUANOS
NOTA DE PRENSA
¿QUÉ DEMANDAN Y PROPONEN LAS MUJERES AFROPERUANAS?
LUNDU - Centro de Estudios y Promoción Afroperuanos en coordinación con otras organizaciones de la sociedad civil presentó el pasado 14 de julio el documento preliminar de la “Plataforma de Mujeres Afroperuanas”, que expone las demandas y necesidades de las mujeres afrodescendientes en el país.

Este documento se elaboró durante los últimos 7 meses, de manera conjunta por mujeres afroperuanas activistas y estudiantes, e identifica aspectos prioritarios de atención. Estos son: educación y cultura, salud, derechos sexuales y derechos reproductivos, calidad de vida, racismo y violencia, participación política  entre otros temas.

La Plataforma señala que, en cumplimiento del Decreto Supremo del Perdón Histórico al Pueblo Afroperuano (Nº 010 – 2009 -MIMDES), el Estado debe asignar presupuesto al Instituto Nacional de Estadística e Informática (INEI) para el diseño e implementación de censos e indicadores sobre población afroperuana. Este levantamiento de indicadores debe tener atención específica sobre el número de mujeres afroperuanas que acceden a programas gratuitos de planificación familiar, métodos de anticonceptivos, índices de mortalidad materna y embarazos adolescentes.

En el ámbito educativo, la Plataforma exige que el Estado garantice la incorporación de un enfoque intercultural y de género en la currícula educativa, evidenciando la presencia y aportes de las mujeres afroperuanas en la historia del país.

 “En este proceso identificamos como el racismo impacta de manera diferente a los hombres y las mujeres”, señala Rocío Muñoz, coordinadora de LUNDU.

La Plataforma, aún en construcción, se alimentará de los aportes de mujeres de diversas regiones y será presentado ante los candidatos y decisores de políticas públicas.

Las organizaciones que participan en su elaboración son: CEDET (Centro de Desarrollo Étnico), CEDEMUNEP (Centro de Desarrollo de la Mujer Negra Peruana), MAKUNGU Para el desarrollo, Movimiento Nacional Afroperuano Francisco Congo (MNAFC – Ica), Asociación Margarita, mujeres jóvenes líderes del distrito de El Carmen, estudiantes universitarias,  entre  otras.

Lima, 20 de julio de 2010


PLATAFORMAVIDEO.jpg

Comunicaciones LUNDU

LUNDU, Centro de Estudios y Promoción Afroperuanos.


Av. Bolívar 138 "A". Pueblo Libre. Lima. Telefax: (0511) 628 3764




“Apúntate contra el Racismo”: http://apuntatecontraelracismo.blogspot.com/
Observatorio de Medios de Comunicación y Políticas Públicas: http://www.lundu.org.pe/observatorioafro.html

A Saga do Menino Diamante - Um Ópera Periférica - Dolores 10 anos - São Paulo

NOVA TEMPORADA DO ESPETÁCULO/FESTA

Folheto - Coperativa 10x15cm.jpg

Sinopse:
Nosso espetáculo tem a pretensiosa vontade de narrar a saga da aventura humana.
Para contar esta história, utilizamos três prismas diferentes e simultaneamente unos, a saber:
1) o desenvolvimento do ser humano como ser social em sua saga histórica;
2) a construção da cidade como fruto e estímulo da ação do ser social;
3) a formação da consciência do indivíduo como apreensão particular do ser social;


VEJA VÍDEO NO YOUTUBE
http://www.youtube.com/watch?v=eBuGNdnWhqk&NR=1

Mapa do Local
http://maps.google.com/maps?f=d&source=s_d&saddr=Brazil+(Patriarca)&daddr=R.+Dr.+Frederico+Brotero,+60+-+Vila+Matilde,+S%C3%A3o+Paulo+-+S%C3%A3o+Paulo,+03552-080,+Brasil&hl=pt-BR&geocode=FanwmP4dmXA6_SHbvbjmXGpL_Q%3BFcXcmP4dK2k6_SmJdrbQs2DOlDEc6eSb8rFsbQ&mra=ls&dirflg=w&sll=-23.53391,-46.5013&sspn=0.009364,0.013711&ie=UTF8&ll=-23.534029,-46.501565&spn=0.009364,0.013711&z=16


GRANDE ABRAÇO E ATÉ LÁ!!!www.doloresbocaaberta.blogspot.com 
 

21 julho, 2010

Sobrado 112 & Abayomy Afrobeat Orquestra - Rio de Janeiro

O fabuloso encontro do afrobeat com a skapolca!

"Sobrado 112 em Construção" recebe Abayomy Afrobeat Orquestra nesta quinta.
Uma parte da cultura africana ganhou os holofotes em 2010 com a realização da Copa do Mundo pela primeira vez no continente africano. Porém, muito antes da bola rolar por aqueles lados, um grupo de jovens já estava de ouvidos atentos à toda musicalidade vinda de lá. E foi essa moçada que se juntou para fazer uma orquestra e há mais de um ano aplica doses pulsantes do melhor do afrobeat nos ouvidos atentos da cidade. É lógico que estamos falando da Abayomy Afrobeat Orquestra, que já se apresentou em locais como Circo Voador, Teatro Odisséia, Festival Nova Terra, Oi Futuro, Teatro Rival e outros locais mais.

Na próxima quinta, 22 de julho, a Abayomy une seu afrobeat a skapolca visceral do Sobrado 112 para realização de mais um grandioso baile do "Sobrado112 em Construção" na sede cultural do Bola Preta. A temporada vem reunindo desde a sua primeira noite, músicos de diferentes vertentes que apresentam parte do seu repertório, assim como acompanham o Sobrado 112 em músicas dos álbuns "Desmanche" e “Isso nunca me aconteceu hoje”. Vale lembrar que a banda sempre entra em palco ao som de um improviso proposto pelo dj Lencinho, que também discoteca antes e depois do show, levando o baile ainda mais adiante!

  flyercontrucao_final 12-36-51.jpg

A noite conta também com as imagens vibrantes do VJ Montano e uma promoção de cerveja Devassa que vai deixar você ainda mais solto no salão.
Então não perca este épico encontro do afrobeat com skapolca, cujo embate já tem um vencedor: seus pés, que provavelmente não deixarão de dançar um minuto sequer. Venha e experimente!

Sobrado112 em Construção
Convidado: Abayomy Afrobeat Orquestra
Pista c/ Dj Lencinho e Vj Montano
Quinta-Feira 22/07/2010
R$ 15 ou R$ 10 na lista amiga - listaamigasobrado112@gmail.com
Abertura dos portões: 22h
Classificação: 18 anos
QUER ASSISITIR AO SHOW DE GRAÇA E ACOMPANHADO? ENTRE NO NOSSO SITE E DESCUBRA COMO!

19 julho, 2010

Vídeo Indio Brasil - Programação














VÍDEO ÍNDIO BRASIL 2010 - MOSTRA NACIONAL



Data
títulos/sinopses

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­ Abertura –
31 de julho de 2010
1 – “Já me transformei em imagem”
Direção: Zezinho Yube / Vídeo nas Aldeias / 2008 / 32 min. / AC - Hunikui (Kaxinawá) / Livre
Sinopse: Comentários sobre a história de um povo, feito pelos realizadores dos filmes e por seus personagens. Do tempo do contato, passando pelo cativeiro nos seringais, até o trabalho atual com o vídeo, os depoimentos dão sentido ao processo de dispersão, perda e reencontro vividos pelos Huni kui.

2 – “De volta à terra boa”
Direção: Vincent Carelli / Vídeo nas Aldeias / 2008 / 21min. / MT - Panará / Livre
Sinopse: Homens e mulheres Panará narram a trajetória de desterro e reencontro de seu povo com seu território original, desde o primeiro contato com o homem branco, em 1973, passando pelo exílio no Parque do Xingu, até a luta e reconquista da posse de suas terras.
01 de agosto de 2010
3 – “Corumbiara”
Direção: Vincent Carelli / Vídeo nas Aldeias / 2009 / 117 min. / RO - Akuntsu e Kanoê / Livre
Sinopse: Em 1985, o indigenista Marcelo Santos denuncia um massacre de índios na Gleba Corumbiara (RO) e Vincent Carelli filma o que resta das evidências. Bárbaro demais, o caso passa por fantasia e cai no esquecimento. Marcelo e sua equipe levam anos para encontrar os sobreviventes. Duas décadas depois, “Corumbiara” revela essa busca e a versão dos índios.
Prêmios:
- Menção Honrosa no É tudo verdade – 14º Festival Internacional de Documentário (São Paulo, 29, 29 e 31 de março – Rio, 30, 31 de março e 01 de abril – BSB – 22 e 23 de abril);
- Prêmio de Melhor Filme pelo Júri Popular no IV Festival de Cinema Latino Americano de São Paulo (07/07 - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM; 09/07 - TEATRO CACILDA BECKER (S. Bernardo Do Campo); 11/07 - CINEMATECA BRASILEIRA);
- Prêmio de Melhor Documentário no 19º Festival Présence Autochtone - Muestra de Cine y Video Indígena de Montréal ( 11 a 21 de junho de 2009 - Montreal/Canadá);
- Grande Prêmio Cora Coralina no XI FICA - Festiva Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental ( 16 a 21 de junho de 2009);
- Prêmio de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Montagem, Melhor Filme do Júri popular, Melhor Filme do Júri de Estudantes de Cinema no 37º Festival de Cinema de Gramado ( 09 a 15 de agosto de 2009);
- Prêmio Manuel Diegues Jr. pela importância do tema; Prêmio Aquisição de Longa-Metragem - da TV Brasil e o Prêmio OCIC (Office Catholique International du Cinéma), na 14ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico);
- Prêmio Anaconda 2010, categoria Documental.

02 de agosto de 2010
4 – “Kuhi ikugü, os Kuikuro se apresentam”
Direção: Coletivo Kuikuro de Cinema / Vídeo nas Aldeias / 2007 / 7 min. / MT - Kuikuro / Livre
Sinopse: Os Kuikuro apresentam sua história, desde seus antepassados, passando pelos conflitos com os brancos até as mudanças de suas vidas no mundo contemporâneo.

5 – “Pi’õnhitsi, mulheres Xavante sem nome”
Direção: Divino Tserewahú / Vídeo nas Aldeias / 2009 / 56 min. / MT - Xavante / Livre
Sinopse: Desde 2002, Divino Tserewahú tenta produzir um filme sobre o ritual de iniciação feminino, que já não se pratica em nenhuma outra aldeia Xavante, mas desde o começo das filmagens todas as tentativas foram interrompidas. No filme, jovens e velhos debatem sobre as dificuldades e resistências para a realização desta festa.
03 de agosto de 2010
6 – “Pajerama”
Direção: Leonardo Cadaval / 2008 / 9 min. / SP - Animação / Livre
Sinopse: Um índio é pego numa torrente de experiências estranhas, que revelam mistérios de tempo e espaço.
Prêmios: Prêmio de Melhor Curta-metragem para a juventude no Festival Internacional de Oberhausen 2008; Prêmio de Melhor Curta-metragem (Júri Oficial) no Festival Internacional de Curtas-metragens de Belo Horizonte 2008; Prêmio de Melhor Curta de Animação no Festival de Cinema de Cartagena 2009 (Júri Oficial); Prêmio de Melhor Curta de Animação no Festival de Curtas de Sergipe – Cine SE; Prêmio de Melhor Curta-metragem de Animação e Melhor Trilha Sonora Original no Festival Audiovisual do Mercosul – FAM 2008; Prêmio de Melhor Curta-metragem de Animação no Festicine Amazônia 2008; Selecionado para a mostra paralela Jeune Public, do Festival de Curtas-metragens de Clermont-Ferrand; Melhor Trilha Sonora Original no Festival Guarnicê de Cinema (MA) 2008; Melhor Edição de Som no Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá 2008; Melhor Trilha Original no Granimado 2008; Seleção Oficial do Festival de Cinema de Cartagena das Índias 2009 (Colômbia); Seleção Oficial do Festival de Animação Animadrid 2008.

7 – “Porahey”
Direção: Alunos da Oficina do projeto Ava Marandu / 2010 / 27'33'' / MS – Guarani / Livre
Sinopse: Registro sensível de histórias, sons e maneiras de fazer que alimentam o imaginário e cotidiano de um povo. Em outras palavras, são recortes do “universo” dos Guarani da aldeia Te'ýikue .
8 – “Imbé gikegü - cheiro de pequi”
Direção: Tarumã e Maricá Kuikuro / Vídeo nas Aldeias / 2006 / 36min. / MT - Kuikuro / Livre
Sinopse: É tempo de festa e alegria no Alto Xingu. A estação seca está chegando ao fim. O cheiro de chão molhado mistura-se ao doce perfume de pequi. Mas nem sempre foi assim: se não fosse por uma morte, o pequi talvez jamais fosse real. Ligando o passado ao presente, os realizadores kuikuro contam uma história de perigos e prazeres, de sexo e traição, onde homens e mulheres, beija-flores e jacarés constroem um mundo comum.
Prêmios:
- Menção Honrosa da III MoVA Caparaó, Espírito Santo (2006)
- Prêmio Manuel Diégues Júnior, Museo del Folclore, na concepção - realização, 10ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico, Rio de Janeiro, 2006.
- Menção Honrosa Média, concedida pela ABDeC na 10ª Mostra Internacional del Filme Etnográfico, Rio de Janeiro, novembro de 2006.
- Prêmio Especial do Júri, Festival Internacional de Curtas de Rio de Janeiro CURTA CINEMA. Rio de Janeiro, 2006.
- Melhor Curta-metragem, Festival Présence Autochtone de Terres en Vue, Montréal, Canadá, Junho de 2007
04 de agosto de 2010
9 – “Mokoi tekoá petei jeguatá - duas aldeias, uma caminhada”
Direção: Ariel Ortega, Jorge Morinico e Germano Benites / Vídeo nas Aldeias / 2008 / 63min. / RS - Guarani-Mbya / Livre
Sinopse: Sem matas para caçar e sem terras para plantar, os Mbya-Guarani dependem da venda do seu artesanato para sobreviver. Três jovens Guarani acompanham o dia-a-dia de duas comunidades unidas pela mesma história, do primeiro contato com os europeus até o intenso convívio com os brancos de hoje.
Prêmios: Melhor filme do ForumDoc, Belo Horizonte, 2008.

05 de agosto de 2010
10 – “Kré
Direção: Francele Cocco / 2009 / 8 min / RS – Kaigang / Livre
Sinopse: Dona Natália, índia moradora da reserva da Serrinha, explica a confecção de cestos e balaios kaigang, desde a extração da matéria prima, até a comercialização nas cidades do RS e SC.

11 – “Kene Yuxi, as voltas do kene”
Direção: Zezinho Yube / 2010 / 48min. / AC - Hunikui (Kaxinawá)
Sinopse: Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.
06 de agosto de 2010
12 – “Indígenas digitais”
Direção: Sebastian Gerlic / 2010 / 26 min. / BA - Tupinambá (BA), a Pataxó Hahahãe (BA), Kariri-Xocó (AL), a Pankararu (PE), Potiguara (PB), Makuxi (RR) e Bakairi (MT) / Livre
Sinopse: Representantes de várias etnias relatam como celulares, câmeras fotográficas, filmadoras, computadores e, principalmente, a internet vêm sendo ferramentas importantes na busca das melhorias para as comunidades indígenas e nas relações destas com o mundo globalizado.

13 – “A gente luta, mas come fruta” / Vídeo nas Aldeias (PE) / 2006 / 40min. / AC - Ashaninka / Livre
Diretor: Valdete Pinhanta e Issac Pinhanta
Sinopse: O manejo agroflorestal realizado pelos Ashaninka da aldeia APIWTXA no rio Amônia, Acre. No filme eles registram, por um lado, seu trabalho para recuperar os recursos da sua reserva e repovoar seus rios e suas matas com espécies nativas, e por outro, sua luta contra os madeireiros que invadem sua área na fronteira com o Peru.

Prêmios: - Prêmio Panamazônia 2007 de Melhor Produção áudiovisual da Action Aid Americas, março 2007. - Melhor Documentário no Cine Gaia, 2008, Rio de Janeiro, Brasil.

07 de agosto de 2010
14 – “Terra vermelha”
Direção: Marcos Bechis /2008 / 1h48min
Sinopse: O suicídio de duas meninas Guarani-Kaiowá desperta a comunidade para a necessidade de resgatar suas próprias origens, perdidas pela interferência do homem branco. Um dos motivos do desaparecimento gradual da cultura reside no conflito gerado pela disputa de terras entre a comunidade indígena e os fazendeiros da região. Para os Kaiowá, essas terras representam um verdadeiro patrimônio espiritual e a separação que sofreram desse espaço é a causa dos males que os rodeia.
Elenco: Matheus Nachtergaele (Dimas), Cláudio Santamaría (Roberto), Alicelia Baptista (Lia), Chiara Caselli (Beatrice), Abrisio Da Silva Pedro (Osvaldo), Ademilson Concianza Verga (Ireneu), Ambrósio Vilhalva (Nadio), Fabiane Pereira Da Silva (Maria), Eliane Juca Da Silva (Mami) e Leonardo Medeiros (Lucas Moreira).

10 julho, 2010

Crises of Capitalism

Radical social theorist David Harvey asks if it is time to look beyond capitalism towards a new social order that would allow us to live within a system that really could be responsible, just, and humane?


Based on a lecture at the RSA ( www.theRSA.org ).

06 julho, 2010

Making the Millennium Development Goals Happen



Making the Millennium Development Goals Happen - Join the
conversation now!

Dear, 




The United Nations Foundation and Devex invite you to tell policymakers how your work is helping to promote gender equality and empower women.  This is a great opportunity to share your stories   –  about the successful work you (and your organization) are doing to promote gender equality – with the Devex community of 500,000+ international development professionals, which includes the leading companies, NGOs, and donor institutions from around the world.   Join this unique, global dialogue about what development professionals like you are doing to achieve the Millennium Development Goals (MDGs) – it’s happening on mdg.devex.com! 

The conversation starts now – on Goal 3: to promote gender equality and empower women. The target is to even the ratio of girls to boys in primary, secondary and tertiary education, increase the share of women holding paid jobs in the non-agricultural sector, and boost the proportion of seats held by women in national parliaments. 

World leaders are gathering again this year to map out the homestretch of this momentous campaign. The Sept. 20-22United Nations Millennium Development Goals Summit in New York City promises to revitalize and refocus the international community on proven strategies for eliminating hunger, reducing poverty and boosting labor.  By participating in this global dialogue on mdg.devex.com, your comments can be shared with policymakers from around the world. 

Share. Participate. Be heard. And promote the great work you and your organization are doing to achieve the Millennium Development Goals.  Start posting your comments and success stories now! 





Best,

Oliver

____________________________



Oliver Subasinghe
Conversation Moderator
Devex

01 julho, 2010

Conversations with History

           O "Institute of International Studies" da Universidade da Califórnia, Berkeley, tem um programa de entrevistas que foram disponibilizadas no "Youtube".  As entrevistas são comandadas por Harry Kreisler. Você poderá encontrá-las nos diversos tópicos que vão dos direitos humanos, relações internacionais, literatura, cinema, entre outros.
           Você poderá encontrar entre as 450 entrevistas compiladas, os diálogos com: 











           Divirtam-se.

Interviews by Topic

In these lively and unedited interviews, distinguished men and women from all over the world talk about their lives and their work. For more information, see the Conversations home page.