13 novembro, 2009

Encontro Das Comunidades Quilombolas de Paratibe, Gurugi, Mituaçu e Ipiranga - Paraíba - Brasil


Programação – Semana da Consciência Negra em Paratibe (20 a 29 de novembro de 2009).


ENCONTRO DAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE PARATIBE, GURUGI, MITUAÇU E IPIRANGA.


Dia 20:

- 19h: 20 de novembro na escola (palestra: Associação da Comunidade Negra de Paratibe);

- Teatro realizado pela comunidade de Paratibe;

- Teatro do Núcleo de Extensão Popular CCJ/UFPB;


Dia 21:

- Manhã: início da gincana (demarcações físicas no território e lembrança de costumes antigos da comunidade de Paratibe, brincadeiras e jogos);

- Colocação de placas pelas crianças nos limites territoriais da comunidade;

- Coleta de materiais recicláveis para fazer jangadas (principalmente isopor e garrafa pet);

- 19h: celebração religiosa;

- 20:30 h - capoeira Afro-nagô (grupo de Paratibe);


Dia 22:

- 8:30h: Oficina de audiovisual com pequenos formatos e memória (Coletivo Comjunto – Comunicação-UFPB): registro do evento;

- 19h: Cinema com pipoca na comunidade (Aruanda + todos os vídeos e fotos da comunidade);


Dia 23:

- 14h: Artesanato (org.: Iracema e Dona Neide – Paratibe);


Dia 24:

- 14h: Artesanato;


Dia 25:

- 8:30h: Oficina de pintura em tecido;

- 15h: Oficina sobre plantas medicinais;


Dia 26:

14h: Artesanato;


Dia 27:

14h: Artesanato;


Dia 28:

- Oficina de penteado afro (meninas de Caiana das Crioulas e meninas do Afro-nagô);

- Oficina de Pesca (org.: Jó e Fabrício - Paratibe)

- Noite: capoeira e dança afro (Pitoco)


Dia 29:

Encontro das comunidades quilombolas de Paratibe, Gurugi, Mituaçu e Ipiranga.

- Tarde: chegada das outras comunidades a Paratibe:

- Desfile (com roupas, acessórios e penteado feitos nas oficinas);

- Capoeiras (afro-nagô, berimbau-viola, e algumas pessoas de Matão);

- Teatro Navio Negreiro (de Gurugi);

- Mulambo Acústico.

- Encerramento: Coco de roda de Gurugi;




Realização: Associação da Comunidade Negra de Paratibe, Núcleo de Extensão Popular (NEP/CCJ/UFPB), AACADE (Associação de Apoio às Comunidades Afrodescendentes da Paraíba).



**Durante a semana, será providenciada uma moção para pressionar a Prefeitura a fazer o georeferenciamento e um jornal – mural para divulgar as atividades e discutir a questão quilombola.

**Ambientação da comunidade- musical, visual, simbólica.



Contatos:

8829-3778 (Joseane – Associação da Comunidade Negra de Paratibe);

8893-1228 (Pablo – NEP).



Em Paratibe, bem como em outras comunidades quilombolas, políticas públicas voltadas à resolução da questão fundiária e ao estímulo à diversidade das expressões culturais afrodescendentes colocam-se como os aspectos fundamentais para a promoção desses grupos étnicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário