19 julho, 2009

Espelho

tenho esse assombro: me desreconheço
quando às vezes me influo doutro que existe,
pois que em mim carrego de quem pareço
um cheiro um desatino ou um riso triste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário