02 junho, 2009

Dia Internacional de...


DIA INTERNACIONAL DE…


Por ANTÓNIO VERÍSSIMO – Página Lusófona*


Convencionou-se que este seria o Dia Internacional da Criança, ontem foi o Dia Internacional Antitabágico, amanhã será o Dia Internacional Contra os Gastos Milionários dos Profissionais da ONU e das suas Agências, dos governos, que muito pouco ou nada fazem mas que querem aparentar muito fazer, enganando-nos? Não, todos os dias são Dia Internacional da Hipocrisia!

É muito bom sermos crianças, ingénuos e inocentes, ignorantes da existência destas pandilhas e destes esquemas maquiavélicos com potencialidades desperdiçadas porque a miséria e o mal-estar dos povos é um negócio para uns quantos e também para as emergentes ONGs.

Depois de alguma vivência chegamos ao conhecimento destas tristes realidades. É então que o mal-estar se instala nas crianças que somos sempre. É esse o momento em que muitos consideram ter de escolher entre “atropelar” ou ser “atropelado”, esquecendo-se que ainda têm a opção de combater os que atropelam. Mas não, em vez disso, de optarem pela opção correcta e que traria bem-estar a todas as crianças acabam por também irem engrossar as fileiras dos que “atropelam” e dão ainda maior dimensão ao “salve-se quem puder”. Ao fazerem essas opções é quando deixam de ser crianças, pelo menos saudáveis, não porque a idade lhes tire essa faculdade mas sim pela sua opção.

Quem quer ir brincar comigo? Quem quer cantar a Loja do Mestre André? Quem quer jogar ao peão e ao berlinde, jogar à carica, ao Rei Coxo, correr com arco e gancheta, fazer púrrias, brincar à apanhada, à cabra-cega, ao picócu, à Linda Falua, ao lenço, à Roda aos Cinco Cantinhos… Aos polícias e ladrões não brinco, não quero perder a criança que há em mim com coisas chatas e inúteis, repressoras e desrespeitosas das crianças de todo o mundo. Muito menos quererei brincar àqueles senhores que vivem da política, quase sempre desonestos, que tramam as nossas crianças, a todos nós.

*Associado Fábrica dos Blogs

Nenhum comentário:

Postar um comentário