23 fevereiro, 2009

Otomano Viajante no Brasil

Otomano Viajante no Brazil (tradução livre desta resenha - Maurício Barbara), publicado no BRASA.

Capítulo três do Crescente Negro: A Experiência e o Legado dos Negros Muçulmanos nas Américas, por Michael Angelo Gomez (Cambridge University Press, 2005) que descreve a experiência de negros escravizados seguidores do Islam no Brasil (pp. 91-127). Você poderá ler um capítulo do livro no Google Books.

http://books.google.com/books?id=Kzm4-D1-ODQC&printsec=frontcover&dq=%22black+crescent%22&lr=&as_brr=0&as_pt=ALLTYPES&ei=-tuWSeDQEJ-aMtLg3KYJ
<http://books.google.com/books?id=Kzm4-D1-ODQC&printsec=frontcover&dq=> .

Inclui observações do século 19 do viajante Otomano, Abdel Al-Rahman Al-Baghdadi, que acompanhou muçulmanos brasileiros no Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco entre 1866 e 1869, revivendo e corrigindo práticas religiosas. Abdel relatou estas experências no livro "The Amusement of the Foreigner", traduzido do Árabe para o Inglês no projeto do Instituto Harriet Tubman para a pesquisa sobre Migrações Globais de Pessoas Africanas da Universidade de York (Black Crescente, p. 119, pé de página 86).


Nenhum comentário:

Postar um comentário