30 dezembro, 2008

A OCAS precisa de sua ajuda!

Enviado por Tula Pilar Ferreira

Sempre que encontro a Pilar eu compro a revista OCAS que tem artigos valiosos e uma abordagem com perspectiva interessante ao dar oportunidade de expressão para a população em situação de rua. Na última vez que nos encontramos ela havia me alertado sobre as dificuldades da publicação, então a convidei para integrar o grupo de escritores do blog. Ela está com dificuldade de acesso a internet no momento, mas prometeu participar no futuro. Pilar é poetisa, mãe, escritora e a conheci ao declamar algumas poesias em alguns saraus da periferia paulistana. Encontro também o Euro pela Vila Madalena, aliás tem uma memória incrível, pois lembrou meu nome após meses sem nos encontrarmos. Para quem puder....agora é a hora de ajudá-los!. Saudações. Moritz.


Pessoal,

A OCAS está no vermelho e precisa de doações para continuar sendo impressa. Se ainda não conhece muito bem nosso trabalho, veja no blog:

http://blogdaocas.blogspot.com/2008/12/ocas-organizao-civil-de-ao-social-e_19.html




Yara Verônica Ferreira
Assessora de Comunicação Institucional
OCAS - Organização Civil de Ação Social
(11) 9436-9440

http://www.ocas.org.br
http://blogdaocas.blogspot.com


29 dezembro, 2008

Este blog

        Meus caros, este blog está no ar desde outubro e foi uma ótima experiência. Recebi e-mails de tudo quanto é canto do mundo com dicas e boas idéias, teve até um e-mail em russo, mas aí já foi demais para o missivista que vos escreve. Comecei a escrever por sugestão de alguns amigos, alguns deles são co-escritores. Em meados de novembro eu abri para novos escritores compartilharem esta experiência. Teve sempre boas postagens, o blog estará aberto para novos participantes, desde que mantenham o espírito crítico e democrático. Pretendo obter adesões de escritores de outros países, como já começou a ocorrer.
        Mantê-lo não é nada fácil, pois tenho que tocar a vida com os amores, as dores, as flores, a saúde, o trabalho, os estudos, a poesia, a vida intensa da metrópole e tudo mais.  Alguns dos escritores agora compartilham a administração do blog. Com o tempo eu consigo tempo para escrever um número maior de textos de própria autoria e consigo vencer a timidez.
       Gostaria de pedir desculpas pelos e-mails não respondidos, pelas demandas não correspondidas, mas vou procurar me desdobrar.
           Longa vida ao blog!@.
           Beijos e abraços. Moritz.

Solução para o transporte de São Paulo

Observação antes do texto: Cláudia é uma amiga de longa data e envia os melhores e-mails.  Por um curto período, eu, Cláudia, Lú e Sol montamos o que denominamos na época de Babilônia que consistia na leitura de contos em diversas línguas. 

Segue o texto enviado por ela. Um grande abraço. Moritz.


Solução para o transporte de São Paulo* 
 

    Será inaugurado na cidade de São Paulo em abril do próximo ano um inusitado meio de transporte coletivo: uma girafa gigante com cestos de vime estofados em branco pendurados ao longo de seu pescoço, onde se acomodarão os passageiros com muito conforto. A idéia foi da própria girafa, muito amiga de uns cronopios que vivem na cidade e que sofrem em demasia com os congestionamentos diários. Ela própria é uma alma de cronopio em corpo de girafa e não se conformava com a injustiça de uns famas bem sucedidos terem o privilégio de voar nessas libélulas mecânicas denominadas helicópteros, sem asas no dorso, com hélices na cabeça e na cauda, e assim evitarem as ruas entupidas de carros, típico de uma cidade que gira em torno das atividades dos famas. 

    A girafa tem a altura de um prédio de 30 andares e o conjunto formado pela cabeça e o pescoço equivale aos últimos doze andares. O problema do acesso aos assentos alinhados no pescoço da girafa foi resolvido através de uma parceria com uma grande operadora de telefonia móvel, que emprestará as suas torres ubíquas, interessada que está na expansão da sua clientela sem reduzir as tarifas abusivas que cobra.  Assim, o passageiro deverá subir até o ponto que na antena corresponde ao assento desejado e a girafa aproximará o pescoço de magnífica mobilidade à antena; o passageiro dará somente um passo para adentrar ao coletivo.

    O fato de não aceitar sua remuneração em dinheiro – pensando bem, o que vale o dinheiro, tão apreciado pelos famas, para um cronopio fantástico como a girafa? – confere-lhe algumas prerrogativas que por insistência de uns famas da Secretaria de Transportes ela teve de estabelecer previamente (ver quadro).

    Uma girafa ordinária das savanas africanas com seus aproximadamente cinco metros de altura pode atingir uma velocidade de quase 50km/h e passadas de 4,5m. Pode-se imaginar a eficiência da locomoção da girafa de 30 andares de altura. Será o fim do trânsito congestionado? Tive o privilégio de estar entre o pequeno grupo de jornalistas que fizeram um percurso teste, apesar de não ter enganado a girafa com minhas falsas credenciais. Era um dia seco em pleno inverno o vento frio e constante fustigava-nos, mas a temperatura corpórea do estupendo mamífero provinha o necessário conforto térmico; fiquei no assento mais alto, localizado logo abaixo do ângulo da mandíbula, numa área de pelos brancos que formavam um gracioso redemoinho. Durante o deslocamento tem-se a sensação de grande estabilidade e segurança, além de ser agradabilíssimo o balanço, muito diferente dos sacolejos típicos dos ônibus precários no pavimento mal conservado da cidade. A vista é suntuosa, vê-se, durante o dia, os paulistanos reduzidos ao tamanho de formigas e à noite as luzes dos carros nas marginais lembram a mítica cobra de luz, a boitatá.

    A evidente vocação para o turismo desse sistema possivelmente colocará a cidade de São Paulo entre os principais destinos de viajantes de todo o mundo. O setor hoteleiro já se agita entre reformas e ampliações do número de vagas. 
 

1. Não terá horário de trabalho. 2. Transportará somente cronopios, que ao cheiro dos papéis e formulários que os famas sempre carregam tem uma severa reação alérgica; poderá transportar algum cronopio que por necessidade de sobreviver esteja ocupado com as atividades de famas. 3. O itinerário será definido ao seu bel prazer, de acordo com as necessidades dos passageiros que estiver carregando no momento. Caso haja conflitos de interesses deverão prevalecer os interesses da comunidade dos cronopios (este adendo na regulação do itinerário é de autoria dos famas da Secretaria, eles imaginam que os cronopios têm uma listinha de prioridades comuns, classificadas em ordem de importância). 4. Através das cartas de navegação será feito um estudo das profundidades do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo, onde se verificará a possibilidade de se estabelecer um itinerário para a cidade de Pisa.

 autoria: Cláudia Cora.

*inspirado em Cortázar, “Historias de Cronopios y de Famas”

Solução para o transporte coletivo de São Paulo*

Será inaugurado na cidade de São Paulo em abril do próximo ano um inusitado meio de transporte coletivo: uma girafa gigante com cestos de vime estofados em branco pendurados ao longo de seu pescoço, onde se acomodarão os passageiros com muito conforto. A idéia foi da própria girafa, muito amiga de uns cronopios que vivem na cidade e que sofrem demasiado com os congestionamentos diários. Ela própria é uma alma de cronopio em corpo de girafa e não se conformava com a injustiça de uns famas bem sucedidos terem o privilégio de voar nessas libélulas mecânicas denominadas helicópteros, sem asas no dorso, com hélices na cabeça e na cauda, e assim evitarem as ruas entupidas de carros, típico de uma cidade que gira em torno das atividades dos famas.
A girafa tem a altura de um prédio de 30 andares e o conjunto cabeça e pescoço equivale aos últimos doze andares. O problema do acesso aos assentos alinhados no pescoço da girafa foi resolvido através de uma parceria com uma grande operadora de telefonia móvel, que emprestará as suas torres ubíquas, interessada que está na expansão da sua clientela sem reduzir as tarifas abusivas que cobram. Assim, o passageiro deverá subir até o ponto que na antena corresponde ao assento desejado e a girafa aproximará o pescoço de magnífica mobilidade à antena; o passageiro dará somente um passo para adentrar ao coletivo.
O fato de não aceitar sua remuneração em dinheiro – pensando bem, o que vale o dinheiro, tão apreciado pelos famas, para um cronopio fantástico como a girafa em questão? – confere-lhe algumas prerrogativas que por insistência de uns famas da Secretaria de Transportes ela teve de estabelecer previamente, descritas a seguir:

1. Não terá horário de trabalho. 2. Transportará somente cronopios, que ao cheiro dos papéis e formulários que os famas sempre carregam tem uma severa reação alérgica; poderá transportar algum cronopio que por necessidade de sobreviver esteja ocupado com as atividades de famas, classificar, catalogar, organizar – caso do Maurício Bárbara, grande cronopio que passa boa parte de seu dia num templo dos famas, uma agência do Banco do Brasil, mas que não deixa de dançar a tregua e dançar a catala quase diariamente. 3. O itinerário será definido ao seu bel prazer, de acordo com as necessidades dos passageiros que estiver carregando no momento. Caso haja conflitos de interesses deverão prevalecer os interesses da comunidade dos cronopios (este adendo na regulação do itinerário é de autoria dos famas da Secretaria, eles imaginam que os cronopios têm uma listinha de prioridades comuns, classificadas em ordem de importância). Deste modo há um risco iminente de sem mais nem menos o trajeto mudar completamente e, em vez de ter como destino a Pinacoteca do Estado, acabar por ir para a Faculdade de Saúde Pública, onde o professor Paulo Capel, quando não tem de cumprir os deadlines estabelecidos pelos famas da academia, dança a tregua e dança a catala. 4. Através das cartas de navegação será feito um estudo das profundidades do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo, onde se verificará a possibilidade de se estabelecer um itinerário para a cidade de Pisa. O propósito é proporcionar rápidas visitas da pequena cronopio Luciana Dadico, que não pode se ausentar da cidade italiana por períodos prolongados, aos cronopios conterrâneos seus, ou, quiçá levar uns cronopios de São Paulo, a Maria Sol, por exemplo, para visitar a amiga em Pisa. 5. Será desenhado um itinerário exclusivo para o cronopio Luiz Menna-Barreto sempre que ele solicitar, de acordo com as suas necessidades.
Uma girafa ordinária das savanas africanas com seus cinco metros de altura pode atingir uma velocidade de quase 50km/h e passadas de 4,5m. Pode-se imaginar a eficiência da locomoção da girafa de 30 andares de altura. Será o fim do trânsito congestionado? Tive o privilégio de estar entre o pequeno grupo de jornalistas que fizeram um percurso teste, apesar de não ter enganado a girafa com minhas falsas credenciais. Era um dia seco em pleno inverno o vento frio e constante fustigava-nos, mas a temperatura corpórea do estupendo mamífero provinha o necessário conforto térmico; fiquei no assento mais alto, localizado logo abaixo do ângulo da mandíbula, numa área de pelos brancos que formavam um gracioso redemoinho. Durante o deslocamento tem-se a sensação de grande estabilidade e segurança, além de ser agradabilíssimo o balanço, muito diferente dos sacolejos típicos dos ônibus precários no pavimento mal conservado da cidade. A vista é suntuosa, vê-se, durante o dia, os paulistanos reduzidos ao tamanho de formigas e à noite as luzes dos carros nas marginais lembram a mítica cobra de luz, a boitatá.
A evidente vocação para o turismo desse sistema deve colocar a cidade de São Paulo entre os principais destinos de viajantes de todo o mundo, o setor hoteleiro já se agita entre reformas e ampliações do número de vagas.


*inspirado em Cortázar, “Historias de Cronopios y de Famas”

23 dezembro, 2008

Publicado no H-DIPLO - O último que sair, que apague a luz do aeroporto!.

[Lists of various types of announcements by title or sponsor only can be
accessed at this url: http://www.h-net.org/announce/ ]


EVENTS AND ANNOUNCEMENTS FROM H-NET


The following types of events are contained in this listing:

Fellowship
Prize


The following 14 announcements were posted to the H-Net web site
between 2008-12-19 and 2008-12-22.

######################################################################
# Category: Fellowship
######################################################################

Title: SSRC DPDF: Predissertation Research Fellowships 2009
Date: 2009-01-30
Description: Dissertation Proposal Development Fellowship (DPDF)
Apply by January 30, 2009, 9:00 P.M. EST To enable humanities
and social science graduate students to conduct preliminary
research and prepare dissertation research and funding
proposals, the Social Science Research Council offers
Dissertation Prop ...
Contact: dpdf@ssrc.org
Announcement ID: 165890

Title: New Europe College Institute for Advanced Study in
Bucharest, Romania announces the competition for the 2009-10
academic year fellowships.
Date: 2009-01-31
Description: New Europe College Institute for Advanced Study in
Bucharest, Romania announces the competition for the 2009-10
academic year fellowships. The program targets young Romanian
and international researchers/academics working in the field of
humanities and social studies. Applicants must be doctoral stu
...
Contact: imihai@nec.ro
Announcement ID: 165886

Title: Fellowships at the Center for the United Statesand the Cold
War
Location: New York
Date: 2009-02-01
Description: NYUs Tamiment Library Fellowships at the Center for
the United Statesand the Cold War New York Universitys Center
for the United States and the Cold War is pleased to announce
that it will be offering a dissertation and post-doctoral
fellowship as well as several travel grants for the 2009-2010
acad ...
Contact: zk3@nyu.edu
Announcement ID: 165921

Title: Fellowships available for field work in the social sciences
and natural resources
Date: 2009-02-02
Description: Graduate Fellowships Available from Community
Forestry and Environmental Research Partnerships The Community
Forestry and Environmental Research Partnerships Program
provides fellowships to graduate students with diverse academic
backgrounds from anthropology, geography and sociology to
environmenta ...
Announcement ID: 165797

Title: Research Fellowships - The Mary Baker Eddy Library
Location: Massachusetts
Date: 2009-02-09
Description: Summer 2009 Research Fellowships at The Mary Baker
Eddy Library in Boston. Open to academic scholars, independent
researchers, and graduate students. These newly public
collections, centered on the papers of Mary Baker Eddy and
records documenting the history of Christian Science, offer
scholars cou ...
Announcement ID: 165920

Title: PhD Scholarships in Cultural Studies
Date: 2009-03-01
Description: Justus Liebig University in Giessen International
Graduate Centre for the Study of Culture (GCSC) Giessen
University's International Graduate Centre for the Study of
Culture (GCSC), funded by the German federal governments
Excellence Initiative, offers a three-year structured
PhD-programme in the st ...
Announcement ID: 165860

Title: Postdoctoral Fellowship in Cultural Studies
Date: 2009-03-01
Description: Giessen University's International Graduate Centre
for the Study of Culture (GCSC), funded by the German federal
governments Excellence Initiative, offers a three-year
structured PhD-programme in the study of culture. With its
excellent research environment, a doctoral programme which is
tailored to ...
Announcement ID: 165862

Title: Material Text Fellowships at the Library Company
Location: Pennsylvania
Date: 2009-03-01
Description: McNeil Center for Early American Studies/Library
Company of Philadelphia Dissertation Fellowships in Early
American Literature and Material Texts, 2009-2010 A major new
grant from the Andrew W. Mellon Foundation will make possible
the appointment of two Early American Literature and Material
Texts F ...
Announcement ID: 165889

Title: 2009-2010 START Terrorism Research Fellowship
Date: 2009-03-13
Description: Each year the National Consortium for the Study of
Terrorism and Responses to Terrorism (START) offers a $5,000
dissertation fellowship for PhD students and a $5,000
post-doctoral research fellowship for qualified researchers who
have earned their PhDs no later than 2004. Applicants research
must be ...
URL:

Title: NERFC Fellowship Applications Reminder
Location: Massachusetts
Date: 2010-02-01
Description: A reminder: The application deadline for New England
Regional Fellowship Consortium (NERFC) funding for 2009-2010 is
February 1, 2009. The NERFC, a collaboration of eighteen major
cultural agencies, will offer up to twelve awards in 2009-2010.
Each grant will provide a stipend of $5,000 for eight we ...
Announcement ID: 165827

######################################################################
# Category: Prize
######################################################################

Title: Library of Michigan's 2009 Michigan Notable Books Recount
State's Triumphs, Trials and Tenacity
Location: Michigan
Date: 2009-01-01
Description: The Library of Michigan today announced the 2009
Michigan Notable Books (www.michigan.gov/notablebooks), 20
books highlighting Michigan people, places and events. Giving
life to the diverse experiences of Michigan's people, this
year's selection runs the gamut from novels depicting
characters persev ...
Announcement ID: 165871

Title: National Council on Public History Awards
Date: 2009-01-11
Description: National Council on Public History Awards. Deadline:
January 11, 2009. OUTSTANDING PUBLIC HISTORY PROJECT AWARD This
$1,000 award recognizes excellence in work completed within the
previous two calendar years that contributes to a broader
public reflection and appreciation of the past or that serves
...
Contact: ncph@iupui.edu
Announcement ID: 165832

Title: AASP David Wiley Travel Awards
Location: District of Columbia
Date: 2009-02-01
Description: The Association of African Studies Programs David
Wiley Travel Awards Application deadline: February 1, 2009
Award notification: February 15, 2009 Description: The two
David Wiley Travel awards were established by the Association
of African Studies Programs (AASP) of the United States at its
annual ...
Announcement ID: 165840

Title: Thurnau Award for Music Theatre Studies 2009
Date: 2009-02-15
Description: Submissions are now being accepted for the Thurnau
Award for Music Theatre Studies for young scholars which will
be awarded the second time in 2009. The Thurnau Institute for
Music Theatre Studies at Bayreuth University in Germany
(Forschungsinstitut fr Musiktheater fimt) is an internationally
uniqu ...
Announcement ID: 165909

21 dezembro, 2008

The Gender Equality Fund The Gender Equality Fund

Por Teresa Nacli

The Gender Equality Fund The Gender Equality Fund builds on the agreed conclusions of the 52nd Session of the UN Commission on the Status of Women on Financing for Gender Equality to accelerate progress towards gender equality and women’s empowerment. The Fund will support governments and civil society organizations in developing countries to fast track national actions in support of the economic and political empowerment of women.The Gender Equality Fund will also undertake regular reviews of gender equality policies, plans and strategies worldwide, and will support countries to strengthen these. The reviews will highlight successful national plans that merit further investment, and encourage ongoing learning.
WUNRN

Contra o racismo - Anistia Internacional

18 dezembro, 2008

MANIFESTO PELO FORTALECIMENTO DA ESTRUTURA DE ATENÇÃO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

MANIFESTO PELO FORTALECIMENTO DA ESTRUTURA DE ATENÇÃO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

MANIFESTE SEU APOIO

VEJA QUEM JÁ ASSINOU


Prezados Senhores Deputados,

25 milhões de brasileiros têm alguma limitação, a maioria vivendo abaixo da linha da pobreza e precisa de modificações no ambiente e outros recursos para que possam levar vidas saudáveis, dignas e produtivas, como qualquer cidadão.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon, recentemente fez pronunciamento destacando que os objetivos do milênio jamais serão atingidos sem a inclusão das pessoas com deficiência em todas as políticas públicas e na sociedade como em geral.

Nesse sentido, nada mais oportuno do que começar a seguir a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, gloriosamente aprovada no Congresso Nacional este ano como o primeiro tratado internacional com peso constitucional.

O PL 3960/2008, ora analisado em Comissão Especial da Câmara dos Deputados, trata, entre outros assuntos, da reestruturação da CORDE – Coordenadoria Nacional para a Inclusão da Pessoa com Deficiência, órgão da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, que, embora trabalhe arduamente para cobrir todas as necessidades demandadas pelo segmento, hoje nada mais é que uma assessoria da Secretaria Especial, com pouquíssimos cargos, e atuação restrita.

Urgimos aos senhores que defendam a instituição de uma Secretaria Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência, com capacidade e força para atuar em áreas tão diversas como saúde, educação, assistência, trabalho, acessibilidade, tecnologia, enfim, que seja capaz de representar e defender os interesses das pessoas com deficiência em cada setor, para que a tão almejada inclusão chegue mais depressa para essa parcela da população.

Poesia Maloqueirista

Galeria Olido - Ponto de Leitura
*Bate-papo aberto c/ Berimba de Jesus e Caco Pontes
Exposição das publicações do coletivo
Centro-SP
Quinta, dia 18, a partir das 17h

Sarau Poesia na Brasa
*Lançamento do livro Descaminhar, de Pedro Tostes
Rua Parapuã, 1692, Vila Brasilândia
Sábado, dia 20, a partir das 20h

Sarau Griots
*Lançamento Revista Não Funciona 18
Rua Inocêncio Preto Moreira, 08
Pq. Santa Amélia - Jd. das Oliveiras - Itaim Pta.
Sábado, dia 20, a partir das 19h

E segunda, 22/12 o aguardado coquetel de lançamento da Trinca Maloqueirista, com palco aberto e os autores assinando os livros,
no Espaço Zé Presidente, a partir das 18h.
Todos com entrada franca
www.poesiamaloqueirista.blogspot.com

Narrativas Musicais

Ola Pessoal,

Escrevo para divulgar o blog dedicado à música instrumental popular brasileira.
Este blog irá divulgar o material da pesquisa bem como fonogramas.


Entrem e fiquem à vontade...

Espero que voces gostem.

Abraços,
Giovanni Cirino

SOBRADO 112 INVADE SÃO PAULO - CCSP - SALA ADONIRAN BARBOSA

Nos encontramos por lá. Um grande abraço. Moritz.

Salve galera! O Sobrado112 tá chegando na terra da garoa! quem estiver na área e puder apareça! quem não estiver e puder divulgue! gde abço pra geral.
Cláudio Fantinato
www.myspace.com/sobrado112


17 dezembro, 2008

Minha querida

Minha querida, tenho saudades de ti.
Vamos ao concerto neste fim de semana?
Mande notícias.
Beijos e abraços.
Moritz.


OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo
Sala São Paulo.


JOHN NESCHLING regente
ELIZABETH DEL GRANDE tímpanos
RICARDO BOLOGNA tímpanos
RICARDO RIGHINI percussão
ALFREDO LIMA percussão
ARMANDO YAMADA percussão
EDUARDO GIANESELLA percussão
MÔNICA SALMASO cantora
GRUPO PAU-BRASIL

NELSON AYRESConcertino para Percussão e OrquestraGRUPO PAU BRASILConcerto antropofágico
lançamento do dvd:
"Live In São Paulo"
comemorando o aniversário de Frank Zappa.
Domingo dia 21 de dezembro,
show no Avenida Club, Av. Pedroso de Moraes 1036, Pinheiros, tel.3814.7383,3031.3290, 21,00hs, ingressos 20,00 .
O dvd foi gravado dia 01/06/08 no Centro Cultural SP

13 dezembro, 2008

INTERNATIONAL CRISIS GROUP - NEW BRIEFING

Central African Republic: Untangling the Political Dialogue

Nairobi/Brussels, 9 December 2008: The risk of wider violence in the Central African Republic (CAR) is today at its highest point since the coup d’état of 2003.

Central African Republic: Untangling the Political Dialogue, the latest report from the International Crisis Group, argues that the danger of a humanitarian catastrophe and new instability in the country and the wider region is high because both the regime and the main opposition forces see armed conflict as the ultimate way out of the long crisis.

A formal political dialogue between the government of President François Bozizé and its opponents opened on 8 December, creating the possibility of genuine democratisation and state reform if all sides can genuinely seek to manage their differences in a consensual way. “But the political dialogue cannot be viewed as a shortcut for regime change, as the opposition wants to make it”, says Daniela Kroslak, Deputy Director of Crisis Group’s Africa Program. “Rather, it needs to be refocused around organisation of elections in 2010 and negotiation of a credible transitional justice mechanism”.

Donors also need to emphasise that no solution of the political crisis is possible outside the existing legal framework and legitimate elections. Meanwhile, in order to avoid another round of violent regime change, the government needs to complete security sector reform, including equitable integration of the former rebels into the military and police.

The international community bears a share of responsibility for the fragility of the situation. With its readiness to give up on national reconciliation in return for simple disarmament, it has de facto encouraged new insurrections by granting concessions to rebel leaders without asking anything from them except that they return to legality.

The UN mission to the CAR (MINURCAT 2) risks becoming merely a symbolic presence due to budget restrictions and difficulty finding troop contributing countries. If it is forced to reduce its deployment, it should harmonise and coordinate its drawdown with the regional peacekeeping force (MICOPAX) and facilitate smooth handovers and transitions between them, as well as with the French forces that are likewise being cut back.

Even without new conflict, the humanitarian crisis is worsening. Despite the fact that almost one million civilians have been affected by the violence in the north, humanitarian assistance is not guaranteed: almost a quarter of the modest $116 million earmarked for the purpose has not yet been provided. “The CAR is at risk of yet again disappearing from the international radar screen”, warns James Yellin, Crisis Group’s Central Africa Project Director. “If that happens, all the investment of recent years will have been in vain”.


Contacts: Andrew Stroehlein (Brussels) +32 (0) 2 541 1635
Kimberly Abbott (Washington) +1 202 785 1601
To contact Crisis Group media please click here
*Read the full Crisis Group report on our website:http://www.crisisgroup.org

The International Crisis Group (Crisis Group) is an independent, non-profit, non-governmental organisation covering some 60 crisis-affected countries and territories across four continents, working through field-based analysis and high-level advocacy to prevent and resolve deadly conflict.

Pacific Forum CSIS - Remembering Jane Skanderup

The Pacific Forum CSIS is deeply saddened to announce the passing of a dear friend and long-time colleague, Ms. Mary Jane Skanderup. Jane spent 18 years at the Pacific Forum. As our director of programs and development, she played a key role in the Pacific Forum’s growth and success. She remained a senior associate with the Forum until the time of her death, of apparent heart failure, in late November, while working and living in Lima, Peru. She was 51 years old.

While at the Pacific Forum, Jane oversaw a range of research projects on U.S.-Asian relations, with a focus on economic and political developments in the Asia-Pacific region. Her projects included comparative economic strategies in Asia in response to globalization and the emergence of China. She covered trade and investment issues in Northeast and Southeast Asia, as well as regional economic cooperation. She lectured to undergraduate and graduate schools throughout Asia on contemporary issues in international political economy. She had a special love for Korea and worked very closely with the Forum’s many friends in Seoul on a number of projects over the years. Jane has authored articles in the Pacific Forum's Issues and Insights series and our PacNet Newsletter – including, most recently, her article on “APEC in a Year of Global Financial Crisis: Hosting Country Peru Beckons Attention to Trans-Pacific Ties” [PacNet No. 62, 11/18/08] – as well as in theInternational Herald Tribune, the Japan Times and theKorean Times. She was in Lima, Peru, teaching a class at the Universidad del Pacifico and participating in projects relating to Asian corporate investment in Latin America and opportunities for women in export markets. Jane actively participated in the recent APEC (Asia-Pacific Economic Cooperation) meetings held in Lima, Peru, on November 20-23. She served on a panel and wrote an article highlighting host-country Peru's emergence "from the hinterland of global opportunity to become one of its rising stars."

She is survived by her parents Dean and Dorothy Skanderup of San Carlos, California, sister Sally of Oakland and Kaneohe, HI, and sister Kristin and her family, KC Golden, Dana, and Jonah of Seattle, WA. A memorial gathering will be held in Honolulu in early 2009. In lieu of flowers, the family has requested that donations be made to the Pacific Forum's Young Leaders program in Jane's name. Jane had a central role in developing and administering this program and she will be sorely missed by all who worked with her and had the pleasure of knowing her.

1003 Bishop Street, Pauahi Tower, Suite 1150, Honolulu, Hawaii 96813

Tel: (808) 521-6745 Fax: (808) 599-8690

Email: pacforum@hawaii.rr.com Website:www.pacforum.org

Um intelectual deslocado - Lincoln Secco




Especiais

Um intelectual deslocado

11/12/2008

Alex Sander Alcântara

Agência FAPESP – Quase duas décadas depois da morte do historiador, geógrafo e filósofo Caio Prado Júnior (1907-1990), uma série de publicações sobre o autor de A Revolução Brasileira (1966) coloca o pensamento caiopradiano entre os grandes “explicadores” do Brasil no século 20, ao lado de Sergio Buarque de Holanda e Gilberto Freyre. A mais recente delas é o livro Caio Prado Júnior: O sentido da Revolução, de Lincoln Secco.

Para Secco, que é professor do Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP), dos três grandes intelectuais, Caio Prado Júnior é o único que de fato se integrou numa luta prática revolucionária.

“Os outros tiveram escassa e passageira intervenção política. Sergio Buarque de Holanda escrevia no bojo da emergência das classes médias na política e projetou uma luta pela democracia. Gilberto Freyre, genial sem dúvida, é um saudosista de um Brasil que desaparecia. Caio olhava para o futuro e tentava ver o Brasil na ótica da classe operária nascente e das classes desprotegidas em geral”, afirmou Secco à Agência FAPESP.

No livro, Secco pôs em primeiro plano a faceta política de Caio Prado Júnior ao focar a relação com o Partido Comunista Brasileiro. Mas também fez vir à tona facetas menos conhecidas do intelectual. Para compor a obra, o autor reuniu informações pouco conhecidas pelo público, como o desejo que o historiador tinha de conhecer o país a fundo percorrendo-o de automóvel.

“Eu descobri inúmeros roteiros de viagens que ele fazia de automóvel. Ele tinha um Volkswagen com o qual viajava, pois acreditava que, assim, poderia percorrer caminhos antigos, abandonados, estradas vicinais e parar sempre que quisesse. Eu refiz de automóvel alguns desses caminhos”, disse Secco.

Caio Prado, de acordo com Secco , foi transformado em personagem de ficção por Jorge Amado. “Fiz uma análise do romance Subterrâneos da Liberdade, pois Jorge Amado retratou Caio Prado segundo os cânones do realismo socialista e, na minha opinião, reproduziu – e também ajudou a consolidar – uma imagem de Caio Prado que existia entre os dirigentes do Partido Comunista Brasileiro”, diz.

Secco, no entanto, acredita que a melhor definição para Caio Prado Júnior não é a de um “aristocrata marginal”, mas a de um “intelectual deslocado”. “Eu o classificaria como um intelectual deslocado, ou seja, alguém que dificilmente poderia ser integrado em algum lugar. Deslocado da sua família e da sua classe social. Deslocado no partido, pois suas idéias eram marginalizadas lá; e deslocado na universidade, pois nunca lhe deram uma cátedra. Isso contribuiu para que ele se tornasse tão original, pois pensou o Brasil fora das restrições da academia, do partido e da própria classe social de origem”, defende Secco.

O professor diz que tentou desfazer alguns equívocos cometidos contra Caio Prado Júnior, como a crítica feita por muitos marxistas que vêem nele uma visão que analisa a economia colonial pela esfera da circulação e não pela esfera da produção. Ou seja, ele não seria propriamente um marxista.

“Eu mostro que ele não podia fazer de outra forma, pois tratava de uma economia cujo centro dinâmico estava na Europa. Portanto, não fazia sentido repetir Marx e ficar descrevendo um suposto modo de produção colonial”, argumenta.

Secco diz que também apresenta as críticas feitas por alguns professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) e mesmo da USP, que acusavam Caio Prado de não dar atenção à dinâmica interna da economia colonial.

“Ora, ele foi pioneiro em mostrar que, para explorar a periferia, o centro do sistema precisava desenvolvê-la. Mostro as críticas sobre a questão da industrialização. Enfim, é também um livro que serve como um manual que recolhe as principais polêmicas em torno dele”, acrescenta Secco.

De acordo com o autor, o que singularizou o historiador foi o fato de não se prender às fórmulas de Marx, embora fosse marxista. “Ele traduziu o marxismo no Brasil e o fez se enraizando numa tradição tipicamente brasileira que retoma posições de José Bonifácio e Manoel Bonfim”, afirmou.

Biográfico e ensaístico, o livro, de acordo com Secco, tem o objetivo de “ajudar a entender o Brasil em que vivemos”. Mas o autor acrescenta que, propositalmente, ele escreveu a obra pensando em uma narrativa que mostrasse o homem enquanto “sujeito” de sua própria história, no duplo sentido da palavra.

“Sujeito como ator e autor da história. Mas também como alguém ‘sujeito’ a circunstâncias herdadas do passado que ele não podia controlar. Cada um faz o que pode com as condições em que se insere na vida social e política. Ele fez bastante, sofreu muito, pôs suas opções e colheu fracassos também”, destaca.

Segundo Secco, a narrativa se inicia de forma tradicional, começando das origens, passando pela formação e o primeiro choque com a Revolução de 1930, até chegar à adesão ao comunismo e à atuação política. O papel de Cario Prado Júnior como deputado na assembléia constituinte paulista, de acordo com Secco, é um tema que ainda não havia sido tratado com profundidade.

“Iniciei-me pelas determinações mais simples da vida dele, pelo mais comum, para atingir as idéias mais abstratas nos capítulos seguintes. Discuti os conceitos, as obras e as polêmicas em torno delas. No último capítulo eu tentei chegar ao concreto, ou seja, ao Brasil de hoje, mostrando o atual e inatual na obra dele”, afirma ao destacar que não fez uma tese.

  • Caio Prado Júnior: O sentido da Revolução
    Autor: Lincoln Secco
    Lançamento: 2008
    Preço: R$ 36
    Mais informações: www.boitempo.com

Chinese neocolonialism in Africa (Photos)

Paolo Woods: "China Africa"

LINK: http://www.paolowoods.net/immagini.php?idlm=895

China's presence in Africa over the past few decades is a subject that has largely flown under the radar of the mainstream media. Thirty years ago, China's support for many African countries was primarily through a shared ideological heritage, Marxism. But after China began to turn towards a capitalist, market-based economy, its presence in Africa began to change accordingly. China's economy is booming; people are buying cars; oil consumption is increasing exponentially. To quench China's thirst for natural resources -- oil, copper, uranium -- China has turned to the "dark continent:" Africa. Unlike their European predecessors, the Chinese are a new kind of colonist: they bring roads, infrastructure, economic activity. But their relationship is often strained, always unequal, and raises many questions about what exactly "development" means in poor, often autocratic, resource-rich countries.

These photos are an amazing visual documentary of China's strange new relationship with Africa.

11 dezembro, 2008

Feira Preta - São Paulo - 2008.

Feira Preta vem em dobro em 2008

A cidade de São Paulo será novamente palco de uma das mais
tradicionais festas da cultura negra brasileira. A 7ª edição da FEIRA
CULTURAL PRETA acontece nos dias 13 e 14 de dezembro, das 12h às 22h,
no Palácio das Convenções do Anhembi, com shows da banda colombiana
Chocquibtown, do cantor Walmir Borges e de Dona Ivone Lara.



Reconhecida por unir música, dança, moda, culinária, literatura,
cinema e outros elementos da cultura negra em um só local, a FEIRA
PRETA recebeu nos últimos seis anos mais de 57 mil visitantes. Em
2008, a expectativa é de que cerca de 16 mil pessoas acompanhem as
atividades.



O tema desse ano é "Qual o espaço da cultura negra hoje?", com
especial participação feminina na programação. Artistas plásticas,
escritoras, cineastas, religiosas, estilistas e dançarinas, entre
outras representantes artísticas, estarão reunidas para celebrar a
cultura afro-brasileira em uma verdadeira homenagem à mulher negra. "A
estrutura da família afro-brasileira é matriarcal. São elas que
sustentam a maioria dos oito milhões de afro-descendentes que estão na
classe média. Acreditamos que a identidade da mulher negra passa por
um processo de redefinição, rompendo barreiras que a limitam a
determinados espaços e se redescobrindo como cidadã, contra todos os
paradigmas pré-estabelecidos", afirma Adriana Barbosa, idealizadora da
Feira Preta.



Teatro, rodas de dança interativa e de samba e oficinas de reciclagem,
de máscaras africanas, tambores e de hip hop serão algumas das
atrações dessa edição. Haverá ainda exposições, sarau literário,
mostra de filmes e aula de samba-rock. No palco principal, shows da
banda colombiana Chocquibtown, do cantor Walmir Borges e de Dona Ivone
Lara.



Interatividade é uma das palavras-chave nesse ano, com o público sendo
convidado a se expressar em oficinas, bate-papo, desfiles e
manifestações culturais. Na Passarela do Povo, os visitantes é que vão
ditar as tendências da moda, desfilando com roupas e estilos de
penteado próprios. No Palco Alternativo, o espaço estará livre para
experiências sonoras e artistas independentes. E no Púlpito da Preta,
o microfone ficará aberto para expressão de idéias.



Buscando aprofundar a reflexão e discussão sobre empreendedorismo,
pela primeira vez a FEIRA PRETA trará uma série de palestras sobre o
tema, ligadas ao Programa Qualifica, promovido pela Pretamultimídia. A
idéia é dar subsídios no que diz respeito a técnicas de produção,
venda e administração e ao aprimoramento do trabalho de empreendedores
negros ou que trabalham com produtos voltados para esse segmento
étnico, além de criar uma ponte com grandes empresários.



Confira a programação completa:



SÁBADO, 13 DE DEZEMEBRO

Palco da Preta (Hall Viveiro)
Mestre de Cerimônia Max (Grupo DMN)
Teatro e Sire religioso infantil com as crianças da Associação
cultural Afro Ogum L' Ade
Grande Roda de Danças Interativas com o Grupo Afro Umoja
Discotecagem DJs MF e Puff
Festa do DJ Hum
Show Internacional com a Banda Colombiana Chocquibtown

Degustasom Boteco Vila do Samba (Hall Externo)
Roda de Samba com os Amigos do João e convidados



Oficinas Culturais (Hall Nobre)
Oficina de Reciclagem
Brinquedoteca Preta Pretinha
Oficina de Máscaras Africanas
Oficina de Tecido Afros - Jaergerton
Oficina de Hip Hop
Oficina de Tambores com o Percussionista Zé Benedito



Exposições Permanentes
Prêmio Educar pela Igualdade Racial - CEERT
Telas do Artista Plásticos Guilherme Scabim
Exposição interativa cultural e educativa sobre a religião Nagô
(Candomblé)
Cultura Livre (atividade interativa)



Intervenções Culturais
Sarau literário



Palco FNAC (Experimentações Sonoras)
Performance de DJ + Tambores + Artes Plásticas (Guilherme Scabin)
Discotecagem DJ Vivian Marques
Intervenções Eletrocooperativa



Sala Reflexão
Roda de Conversa sobre Diversidade, Empreendedorismo e Juventude



Filmes
Mostra Marco Universal - (Comemoração aos 60 Anos da Declaração dos
Direitos Humanos) Parceria Centro Cultural da Espanha
Baile – Quilombhoje


DOMINGO, 14 DE DEZEMBRO



Palco da Preta (Hall Viveiro)
Ato Ecumênico Inter-religioso, seguida de intervenção religiosa com as
crianças
Discotecagem com Tony Hits e aula de samba-rock com prof. Moskito
Intervenção com desfile do público da Feira Preta
Show Walmir Borges
Show Dona Ivone Lara

Escola de Samba Tom Maior



Degustasom Boteco Vila do samba (Hall Externo)
Roda de Samba com os Amigos do João e convidados



Oficinas Culturais (Hall Nobre)
Oficina de Reciclagem
Brinquedoteca Preta Pretinha
Oficina de Máscaras Africanas
Oficina de Tecido Afros - Jaergerton
Oficina de Hip Hop
Oficina de Tambores com o Percussionista Zé Benedito



Exposições Permanentes
Prêmio Educar pela Igualdade Racial - CEERT
Telas do Artista Plásticos Guilherme Scabim
Exposição interativa cultural e educativa sobre a religião Nagô
(Candomblé)
Cultura Livre (atividade interativa)



Intervenções Culturais
Sarau literário Elizandra e Akins
Tarde de autógrafos com a cantora Paula Lima



Palco FNAC (Experimentações Sonoras)
Performance de DJ + Tambores + Artes Plásticas (Guilherme Scabin)
Discotecagem com DJ Puff
Intervenção Eletrocooperativa

Filmes
Zumbi Somos Nós
Iyalode - Damas Sociedade
Mostra Marco Universal (Parceria Centro Cultural da Espanha)
Obras Raras - O Cinema Negro da Década de 70

PROGRAMA DE AÇÃO AFIRMATIVA DO INSTITUTO RIO BRANCO/BOLSA- PRÊMIO DE VOCAÇÃO PARA A DIPLOMACIA.

Saiu o edital do PROGRAMA DE AÇÃO AFIRMATIVA DO INSTITUTO RIO BRANCO/BOLSA- PRÊMIO DE VOCAÇÃO PARA A DIPLOMACIA.
O Instituto Rio Branco, em parceria com o CNPq, oferece bolsas para custeio de estudos preparatórios para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata aos candidatos negros.