10 novembro, 2008

Miriam Makeba passeia pelo Índico

          Estava comentando sobre Miriam Makeba nesta semana e sei que comigo não são meras coincidências, mas recebi a notícia de seu falecimento. Meu primeiro contato com sua música foi quando ganhei um LP a cerca de uns 15 anos atrás. Zuenir Ventura  cita que em "1968 o ano que não terminou" a música "Pata Pata" rodou muito pela vitrola dos estudantes brasileiros da época. Miriam Makeba esteve no Festival da Record, cantava músicas de Jorge Ben em português




 e foi acompanhada em diversos shows por Sivuca.
         No vídeo abaixo do youtube poderão ver como era belíssima!. Até lembra a....bom vamos mudar o rumo desta prosa...continuando...




         Foi eterna contestadora do regime do Apartheid, o que lhe custou anos de exílio nos EUA, Guiné Konacry e Europa. Foi considerada "persona non grata" nos EUA por ter apoiado o movimento "Black Power". Apoiou diversos movimentos de independência na África.

          



Fez discurso antológico na ONU para denunciar o regime do Apartheid em 1963.



Miriam Makeba....passeio pelo Índico.

Gostaria de homenageá-la com um dos meus poemas que versam sobre
o racismo...

 
...das desventuras desse mundo
em tempos idos de brutal violência
a
ecoar entre os interstícios do inaudito

...persecutórios
sonhos deste fruto
em miragens pálidas
a
cavalgar pelos destinos dos malditos

Deste
lugar que não sou
O
outono cobre as quatro estações.
                        Maurício Barbara.



Nenhum comentário:

Postar um comentário